app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5750
Economia

Receita j� recebeu 22 mi de declara��es de isento

Brasília - A Receita Federal informou ontem que já recebeu 22,5 milhões de Declarações de Isento 2002. É cerca de metade do total esperado para este ano - algo entre 43 milhões e 45 milhões. O prazo para entrega termina dia 29 de novembro. Devem apresen

Por | Edição do dia 19/10/2002 - Matéria atualizada em 19/10/2002 às 00h00

Brasília - A Receita Federal informou ontem que já recebeu 22,5 milhões de Declarações de Isento 2002. É cerca de metade do total esperado para este ano - algo entre 43 milhões e 45 milhões. O prazo para entrega termina dia 29 de novembro. Devem apresentar a Declaração de Isento aquelas pessoas que tiveram rendimentos tributáveis inferiores a R$ 10.800 no ano passado ou se enquadraram nas demais categorias de isentos da declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF). A Declaração de Isentos e a declaração do IR estão sendo utilizadas pela Receita como uma espécie de confirmação do Cadastro da Pessoa Física (CPF). As pessoas devem apresentar uma dessas declarações para recadastrar seu CPF. Caso deixem de fazê-lo por dois anos seguidos, a inscrição no CPF é cancelada. Os dados da Receita mostram que, até agora, o volume de Declarações de Isentos recebido é 31% superior ao de igual período do ano passado. Do total entregue, 13,1 milhões foram recebidos por lotéricas, 7,3 milhões via internet (www.receita.fazenda.gov.br) e 1,6 milhão pelos Correios. Houve ainda 307 mil pessoas que fizeram a declaração por telefone (0300-78-0300) e outras 55 mil que entregaram o documento nas agências do Banco do Brasil. Erro Um erro da Receita Federal fez com que cerca de 150 mil contribuintes fossem incluídos no quinto lote de restituição de Imposto de Renda (depositado nos bancos no início da semana), apesar de as declarações ainda não terem sido analisadas. Segundo o supervisor nacional do Imposto de Renda, Joaquim Adir Figueiredo, um arquivo com os nomes dos contribuintes foi enviado indevidamente para o Banco do Brasil para que o valor a restituir fosse depositado nas contas. O arquivo foi enviado para o banco dois dias antes de a Receita disponibilizar os dados em sua página na internet (receita.fazenda.gov.br). Figueiredo esclareceu que o problema já foi contornado. Ele acrescentou que os dados errados não chegaram a ser divulgados na internet.

Mais matérias
desta edição