app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5710
Economia

Infla��o tem maior alta do Real na 2� pr�via do IGPM

A alta do dólar mais uma vez engordou a inflação, fazendo com que a segunda prévia de outubro do Índice Geral de Preços de Mercado (IGP-M) disparasse para 2,81%, a maior do Plano Real. Na segunda prévia de setembro, o indicador subiu 1,79%. Em agosto de

Por | Edição do dia 22/10/2002 - Matéria atualizada em 22/10/2002 às 00h00

A alta do dólar mais uma vez engordou a inflação, fazendo com que a segunda prévia de outubro do Índice Geral de Preços de Mercado (IGP-M) disparasse para 2,81%, a maior do Plano Real. Na segunda prévia de setembro, o indicador subiu 1,79%. Em agosto de 1994, a segunda prévia do IGP-M registrou alta de 7,12%, mas a Fundação Getúlio Vargas, responsável pela apuração do índice, não considera a taxa como a maior do Real porque ela embute variação de preços registrada antes do início do plano. O IGP-M, divulgado pela Associação Nacional das Instituições do Mercado Aberto (Andima), é composto de três partes. O Índice de Preços por Atacado (IPA) teve forte alta de 4,04% no período, comparado a uma alta de 2,55% na segunda prévia de setembro. “Está havendo maior repasse da alta do dólar para os preços, principalmente das commodities”, afirmou, ontem, o economista da FGV Salomão Quadros, referindo-se aos produtos agrícolas com cotação no mercado internacional. Os bens de consumo no atacado subiram de 1,70% na segunda prévia de setembro para 3,22% na segunda prévia de outubro. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) subiu 0,66%, ante uma alta de 0,49% no mês passado. E o Índice Nacional de Custo de Construção (INCC) subiu 0,77%, comparado a uma alta de 0,66% na segunda prévia de setembro. O IPA tem um peso de 60% na composição do IGP-M. O IPC tem um peso de 30% e o INCC, de 10%. O IGP-M acumula alta de 13,64% no ano e de 15,14% nos últimos 12 meses.

Mais matérias
desta edição