app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Economia

Venda direta � porta aberta para mercado

A venda direta de produtos de beleza e de higiene pessoal é considerada uma porta aberta do mercado de trabalho, principalmente para as mulheres de qualificação média. Se cada uma das 80 mil pessoas que trabalham com a venda de cosméticos em Alagoas tiver

Por | Edição do dia 17/02/2013 - Matéria atualizada em 17/02/2013 às 00h00

A venda direta de produtos de beleza e de higiene pessoal é considerada uma porta aberta do mercado de trabalho, principalmente para as mulheres de qualificação média. Se cada uma das 80 mil pessoas que trabalham com a venda de cosméticos em Alagoas tiver 20 compradores regulares, serão 800 mil pessoas atendidas frequentemente pelo comércio domiciliar, o que significa um a cada quatro alagoanos consumindo os produtos ofertados por esse exército de vendedores. “É muita gente ocupada nessa tarefa e um público muito grande que compra neste canal popular de vendas. Existe vendedor na repartição, na empresa, na vizinhança e até nas escolas. A renda gerada, assim como o volume vendido, é difícil de calcular, já que na relação entre a empresa e a vendedora não existe contrato profissional e nem carteira assinada. Os produtos vendidos são entregues sem nota”, afirma Cícero Péricles. JB

Mais matérias
desta edição