app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5714
Economia

Rio S�o Francisco perde vaz�o

A vazão do Rio São Francisco, na entrada do Lago da Barragem de Sobradinho, o maior do Nordeste, está com um déficit de 620 metros cúbicos por segundo (m³/s), o que significa dizer que o volume de água que está saindo pelas comportas da barragem, da ordem

Por | Edição do dia 05/11/2002 - Matéria atualizada em 05/11/2002 às 00h00

A vazão do Rio São Francisco, na entrada do Lago da Barragem de Sobradinho, o maior do Nordeste, está com um déficit de 620 metros cúbicos por segundo (m³/s), o que significa dizer que o volume de água que está saindo pelas comportas da barragem, da ordem de 1.435 m³/s, é quase o dobro do valor de água que está chegando ao lago: 855 m³/s. A Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) disse que, no momento, não há risco de racionamento de energia no Nordeste mas, caso os reservatórios continuem a baixar o volume de água, as usinas termelétricas emergenciais, construídas no ano passado, podem ser acionadas. A Chesf trabalha com a perspectiva de que as chuvas nas cabeceiras do Rio São Francisco, a partir deste mês, possam reverter o quadro desfavorável, que já fez com que o nível de água do Lago de Sobradinho atingisse, na última quarta-feira, 16,45% do seu volume útil. Revitalização A Comissão Especial do Rio São Francisco realizará reunião amanhã, às 14h30, no Senado. O encontro terá como tema o Plano Piloto de Revitalização do rio no trecho Ibotirama-Juazeiro. Para esclarecer alguns pontos sobre a questão, foi convidado para a reunião Joaquim Carlos Teixeira Riva, técnico e consultor da Fundação de Estudos e Pesquisas Aquáticas (Fundespa) e da Secretaria do Planejamento, Ciência e Tecnologia (Seplantec). Desde junho de 2001, a Comissão do São Francisco atua com o objetivo de acompanhar e avaliar o Projeto de Conservação e Revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco e a instalação do Comitê da Bacia.

Mais matérias
desta edição