app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Economia

Economia do setor p�blico cai 33%

Brasília, DF – O aumento dos gastos públicos e os cortes de impostos derrubaram em 33% a economia do setor público para o pagamento de juros da dívida, o chamado superavit primário consolidado que abrange União, Estados e municípios. De acordo com o Banco

Por | Edição do dia 01/05/2013 - Matéria atualizada em 01/05/2013 às 00h00

Brasília, DF – O aumento dos gastos públicos e os cortes de impostos derrubaram em 33% a economia do setor público para o pagamento de juros da dívida, o chamado superavit primário consolidado que abrange União, Estados e municípios. De acordo com o Banco Central (BC), o resultado atingiu R$ 30,7 bilhões no primeiro trimestre, o pior resultado desde 2010. O desempenho de março também só não foi pior que o mesmo mês de 2010, quando houve deficit primário de R$ 158 milhões. O comportamento das contas do governo recebe críticas por se distanciar do que foi posto no papel pela própria equipe da presidente Dilma Rousseff. No Orçamento deste ano, o governo compromete-se a economizar R$ 155,9 bilhões. Mas o ministro da Fazenda, Guido Mantega, admite que, em vez de poupar, investirá parte deste valor em obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e deixará de receber outra parte por causa dos cortes de impostos seletivos que a administração federal faz.

Mais matérias
desta edição