app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Economia

D�vida p�blica volta a crescer

São Paulo – A estratégia do governo de cortar impostos e elevar gastos para tentar recuperar a economia já ameaça a confiança na capacidade do país de manter sua dívida pública em trajetória de queda. Analistas de grandes bancos começam a projetar um au

Por | Edição do dia 11/05/2013 - Matéria atualizada em 11/05/2013 às 00h00

São Paulo – A estratégia do governo de cortar impostos e elevar gastos para tentar recuperar a economia já ameaça a confiança na capacidade do país de manter sua dívida pública em trajetória de queda. Analistas de grandes bancos começam a projetar um aumento do endividamento, numa reversão da tendência verificada desde 2003, quando o PT assumiu o governo. A estimativa do Santander é que a dívida acumulada pelo setor público alcance patamar equivalente a 36% da produção nacional (PIB) neste ano – depois de fechar 2012 em 35% do PIB – e chegue a 38% em 2015. Relatório do banco, que é um dos primeiros a abandonar a trajetória de queda no endividamento, enfatiza que o maior relaxamento fiscal se dará num cenário de menor crescimento econômico. O Itaú também adotou a mesma linha e prevê que a dívida chegue a 35,9% do PIB no fim deste ano e em 36,3% do PIB em 2014, seguindo tendência de alta até chegar a 42,1% em 2020 – patamar similar ao do fim de 2009.

Mais matérias
desta edição