app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5692
Economia

Alagoas ganha mais uma f�brica de a��car

Seguindo uma tendência do setor sucroalcooleiro nacional, mais uma fábrica de açúcar começou a funcionar em Alagoas. A Paisa (Penedo Agroindustrial SA), empresa do Grupo Toledo, instalada na região do Baixo São Francisco, que funcionava só com a fabricaçã

Por | Edição do dia 10/11/2002 - Matéria atualizada em 10/11/2002 às 00h00

Seguindo uma tendência do setor sucroalcooleiro nacional, mais uma fábrica de açúcar começou a funcionar em Alagoas. A Paisa (Penedo Agroindustrial SA), empresa do Grupo Toledo, instalada na região do Baixo São Francisco, que funcionava só com a fabricação de álcool, iniciou na última semana, a produção de açúcar, deixando de operar apenas como destilaria . O investimento, explica o diretor do grupo, Jorge Toledo, faz parte de um planejamento estratégico e foi motivado, principalmente, pela valorização do açúcar no mercado. “Em média, o açúcar vale 20% mais do que o álcool. Por isso, várias empresas do país que funcionam somente com destilaria, estão instalando também unidades de fabricação de açúcar. O objetivo do investimento é operar no mercado com as mesmas condições de competitividade das empresas que fabricam açúcar e álcool”, explica. Produção Com a instalação da indústria de açúcar, a Paisa passa a operar como maior unidade do Grupo Toledo, que possui outras duas usinas no Estado – a Sumaúma, em Marechal Deodoro e a Capricho, em Cajueiro. A estimativa é que a moagem da Paisa na safra 02/03 ultrapasse as 900 mil toneladas de cana-de-açúcar. Cerca de 60% dos canaviais da Paisa são irrigados. Os outros 40%, segundo Toledo, são de áreas de várzea ou de sequeiro. “O investimento na fabricação de açúcar vai ajudar a consolidar não só a Paisa como empresa, mas também a região como grande produtora de cana-de-açúcar “, afirmou.

Mais matérias
desta edição