app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5750
Economia

G�s veicular tem alta de 12,5% em Macei�

O aumento nos preços dos combustíveis anunciados pela Petrobras no dia 1o deste mês não poupou ninguém. Depois da alta da gasolina, gás de cozinha, querosene de aviação, álcool e diesel, nos primeiros dias do mês, no último final de semana os postos d

Por | Edição do dia 12/11/2002 - Matéria atualizada em 12/11/2002 às 00h00

O aumento nos preços dos combustíveis anunciados pela Petrobras no dia 1o deste mês não poupou ninguém. Depois da alta da gasolina, gás de cozinha, querosene de aviação, álcool e diesel, nos primeiros dias do mês, no último final de semana os postos de Maceió começaram a vender mais caro o gás natural veicular (GNV). O preço do metro cúbico (m3) do gás subiu de R$ 0,79 para R$ 0,89, em média, desde o último sábado. O aumento, que foi repassado para os consumidores nos postos BR, em Maceió, até agora, é de aproximadamente 12,5%. O aumento prejudica principalmente os motoristas de táxis, principais consumidores do GNV em Maceió. Mas é pouco provável que iniba a conversão de carros para o uso do GNV, por que a gasolina também aumento na mesma proporção que o gás. Em média, o consumidor que gastava R$ 12,64 para abastecer um cilindro de 16 m3, está gastando agora R$ 14,24. A alta no preço do GNV, segundo o Sindicombustíveis (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados do Petróleo de Alagoas), já era esperada. Na verdade, o que os postos estão fazendo, informa o Sindicato, é apenas repassar o aumento de 21,05%, dado pela Petrobras.

Mais matérias
desta edição