app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5758
Economia

Leil�es tem faturamento de R$ 3,5 mi

O mercado do agronegócio de Alagoas vai encerrar o ano praticamente com o dobro de faturamento na venda de animais em leilões. Os negócios realizados nos remates até o último domingo totalizaram mais de R$ 3,5 milhões, contra cerca de R4 2 milhões faturad

Por | Edição do dia 12/11/2002 - Matéria atualizada em 12/11/2002 às 00h00

O mercado do agronegócio de Alagoas vai encerrar o ano praticamente com o dobro de faturamento na venda de animais em leilões. Os negócios realizados nos remates até o último domingo totalizaram mais de R$ 3,5 milhões, contra cerca de R4 2 milhões faturados em 2001. Somente nas últimas duas semanas, foram realizados negócios de R$ 2,4 milhões em remates realizados no parque da Pecuária e na fazenda Varela, em São Miguel dos Campos. “Nossas expectativas foram superadas. Isto é uma demonstração que estamos evoluindo não só na qualidade dos nossos animais, mas também no fortalecimento de Alagoas na pecuária nacional”, enfatiza Adnré Melo, o diretor da Agreste Leilões. Dentre os remates realizados este mês, o destaque ficou por conta do 4º Leilão Alagoas (ovinos e caprinos), realizado na Fazenda Varrela, em São Miguel dos Campos, que vendeu 81 lotes de ovinos Santa Inês, Dorper e Poll Dorset e caprinos da raça Boer; totalizando 111 animais e atraiu compradores de todo o país. O faturamento com as vendas dos animais foi de R$ 657.986,00 mil. Além de ter sido transmitido ao vivo pelo Canal Rural, o leilão teve lances emocionantes, a exemplo do ovino Caiçara, da raça Santa Inês, que foi vendido em 14 parcelas de R$ 4,3 mil; totalizando R$ 60,2 mil. O segundo maior faturamento foi o do 1º Leilão Multiaves, R$ 430,8 mil. Realizado pela  primeira vez em Alagoas, o remate comercializou 324 avestruzes da raça African Black, distribuídos em 47 lotes. “Foi simplesmente um sucesso”, resumiu o proprietário da MultiAves, João Costa. O Leilão Maceió Horse’s Show teve faturamento de R$ 360,9 mil; o Leilão Irmãos Barros Correia vendeu R$ 266,4 mil; Bezerros de Corte faturou R$ 245,8 mil, o Leilão Nelocampo vendeu R$ 166 mil, o Leilão Bom Jardim faturou R$ 113,8 mil; o Leilão Cavalos de Sela faturou R$ 81,6 mil e o Leiloleite R$ 79,8 mil.

Mais matérias
desta edição