app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5756
Economia

Gasolina ficar� mais cara a partir de s�bado

Em pelo menos 19 estados, os combustíveis deverão ficar mais caros a partir do próximo sábado. O novo aumento é o resultado de reajuste na base de cálculo do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre os combustíveis - o chamado Preço

Por | Edição do dia 14/11/2002 - Matéria atualizada em 14/11/2002 às 00h00

Em pelo menos 19 estados, os combustíveis deverão ficar mais caros a partir do próximo sábado. O novo aumento é o resultado de reajuste na base de cálculo do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre os combustíveis - o chamado Preço Médio Ponderado ao Consumidor Final (PMPF) - que é divulgada quinzenalmente pelo Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz). O atual preço de referência em Alagoas calculado pela Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), é de R$ 1,89 por litro de gasolina. A expectativa do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados do Petróleo de Alagoas (Sindicombustíveis), com base em informações não oficiais da Sefaz, é de que o preço de referência aumente para R$ 2,08 ou R$ 2,09. “Se isto acontecer teremos de repassar a alta para o consumidor e a gasolina comum que hoje está custando em média R$ 2,04 poderá aumentar para R4 2,08 ou R$ 2,09”, aponta o presidente do Sindicombustíveis, Mário Jorge Uchoa. O cálculo do sindicato é de que o preço médio da gasolina suba entre R$ 0,04 e R$ 0,05, dependendo do valor de referência. “Se o preço de referência aumentar R$ 0,20, isso corresponderá, com a alíquota de 25% de ICMS praticada no Estado, a R$ 0,05”, calcula Uchoa. “Infelizmente, teremos de repassar estes valores para o consumidor”, completa. O aumento também deve ser aplicado, mas em proporção diferente, nos preços do diesel e do gás natural veicular. No caso do diesel o reajuste deve ficar entre R$ 0,03 e R$ 0,04 e no gás veicular, em R$ 0,02. Isto porque a Sefaz muda ao mesmo tempo o valor de referências de todos os combustíveis não só o da gasolina. O novo valor deve refletir a alta nos preços a partir do dia 1o deste mês. O novo valor de referência, segundo o Sindicombustíveis, deverá sair no Diário Oficial da união até o dia 15 deste mês, Além de Alagoas, terão reajustes em seus preços médios ponderados, os estados do Acre, Amazonas, Amapá, Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Roraima, Santa Catarina, Sergipe e Tocantins.

Mais matérias
desta edição