app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5752
Economia

Ceal tenta receber d�vida de R$ 10 mi da Codevasf

Brasília – O presidente da Ceal (Companhia Energética de Alagoas), Nenoi Pinto, passou o dia de ontem negociando um débito da Codevasf (Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco) com a empresa no valor de R$ 10 milhões. O entendimento foi in

Por | Edição do dia 28/11/2002 - Matéria atualizada em 28/11/2002 às 00h00

Brasília – O presidente da Ceal (Companhia Energética de Alagoas), Nenoi Pinto, passou o dia de ontem negociando um débito da Codevasf (Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco) com a empresa no valor de R$ 10 milhões. O entendimento foi iniciado com o diretor da Codevasf, Guilherme Gonçalves. Segundo Nenoi Pinto, o STJ (Superior Tribunal de Justiça) deu ganho de causa a Ceal e o acórdão será publicado no Diário Oficial da União hoje. Guilherme disse que essa causa se arrasta há mais de cinco anos na Justiça e reconheceu que a Ceal vem sendo penalizada. Ele sugeriu para a próxima semana um encontro com os ministros da Minas e Energia, Francisco Gomide e da Integração Nacional, Luciano Barbosa com a participação ainda dos senadores Renan Calheiros e Teotônio Vilela Filho, para discutir a questão. Nenoi Pinto disse que a Ceal tenta uma fórmula para resolver esse impasse ainda no governo Fernando Henrique Cardoso. O diretor da Codevasf, Guilherme Gonçalves garantiu que fará tudo para o bom entendimento. Segundo ele o ministro Luciano Barbosa tem demonstrado interesse em resolver o impasse, tanto é que vai convocar uma reunião com o ministro da Minas e Energia, Francisco Gomide para tentar uma saída que seja boa para a Ceal e a Codevasf. Na reunião que ficou definida para a próxima semana, também participará o presidente do Conselho Administrativo da Ceal, Saulo Cysneiros que foi do quadro da Chesf (Companhia Hidrelétrica do São Francisco) e é conhecedor do débito. Guilherme Gonçalves tomou a iniciativa de convidar os senadores e ainda entrou em entendimento com o ministro Luciano Barbosa para solucionar o impasse. Nenoi elogiou o diretor da Codevasf e disse ele apontou o caminho para liquidar o debito.

Mais matérias
desta edição