app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5735
Economia

Infla��o de maio � a mais alta desde 2008

Rio – Sob pressão da alta dos preços dos alimentos e da energia elétrica, a inflação oficial brasileira acelerou em maio acima das expectativas do mercado e levou alguns economistas a descartarem a possibilidade de o Banco Central (BC) conseguir entregar

Por | Edição do dia 11/06/2015 - Matéria atualizada em 11/06/2015 às 00h00

Rio – Sob pressão da alta dos preços dos alimentos e da energia elétrica, a inflação oficial brasileira acelerou em maio acima das expectativas do mercado e levou alguns economistas a descartarem a possibilidade de o Banco Central (BC) conseguir entregar o índice no centro da meta, de 4,5%, em 2016. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) disparou 0,74%, o maior resultado para o mês desde 2008. A taxa em 12 meses, por sua vez, subiu mais um degrau e, aos 8,47%, está no maior nível desde dezembro de 2003, informou ontem o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A variação do IPCA no mês passado ficou acima das expectativas dos economistas, que projetavam no máximo uma elevação de 0,68%. No mercado futuro de juros, a reação imediata foi mudar as apostas para a próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), em julho. Até ontem, ainda pairava uma dúvida sobre a continuidade do ritmo de alta nos juros. Agora, mais uma elevação de 0,50 ponto porcentual na Selic, a taxa básica da economia, é dada como certa. Atualmente, a taxa é de 13,75% ao ano.

Mais matérias
desta edição