app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5730
Economia

Startups atraem investimentos de mais de R$ 100 mi

São Paulo, SP - De 2009 para cá, a empresa VivaReal, que possui site de anúncio de imóveis, foi de uma sala de 4 metros quadrados para um prédio de 11 andares que abriga a maior parte de seus 380 funcionários. Nesse período, foram quatro injeções de dinh

Por | Edição do dia 14/06/2015 - Matéria atualizada em 14/06/2015 às 00h00

São Paulo, SP - De 2009 para cá, a empresa VivaReal, que possui site de anúncio de imóveis, foi de uma sala de 4 metros quadrados para um prédio de 11 andares que abriga a maior parte de seus 380 funcionários. Nesse período, foram quatro injeções de dinheiro vindas de fundos de capital de risco, totalizando cerca de US$ 60 milhões (R$ 190 milhões) de investidores apostando na empresa criada pelo americano Brian Requarth. E, mesmo com a freada da economia brasileira, ela não é um caso único de empresa que começou com poucos recursos e obteve cifras de nove dígitos como essas. Há ao menos seis casos de companhias que, até pouco tempo, podiam ser chamadas de startups e que alcançaram esse patamar desde 2014. Para que ele seja atingido, é preciso que a empresa tenha um modelo de negócios que combine inovação e mercado disposto a pagar pelos serviços com potencial de crescimento, diz Clovis Benoni, vice-presidente da Abvcap (Associação de Gestores de Fundos de Investimento).

Mais matérias
desta edição