app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5735
Economia

Investir em renda fixa gera lucro de 1% ao m�s

São Paulo, SP - Após quase sete anos, o investidor volta a ganhar 1% ao mês em algumas das aplicações financeiras mais populares de renda fixa. Os CDBs (Certificados de Depósitos Bancários) que pagam pelo menos 93% do CDI (Certificado de Depósito Interfin

Por | Edição do dia 14/06/2015 - Matéria atualizada em 14/06/2015 às 00h00

São Paulo, SP - Após quase sete anos, o investidor volta a ganhar 1% ao mês em algumas das aplicações financeiras mais populares de renda fixa. Os CDBs (Certificados de Depósitos Bancários) que pagam pelo menos 93% do CDI (Certificado de Depósito Interfinanceiro, piso dos juros bancários no País) deverão render, a partir desta semana, cerca de 12,7% ao ano -exatos 1% ao mês, o limite psicológico exigido pela chamada cultura rentista dos investidores brasileiros após a estabilização da moeda. Mas o rendimento de 1% não é para todo mundo. Nos bancos Itaú, Bradesco e Santander, os clientes só conseguem esse percentual do CDI em aplicações a partir de R$ 30 mil e dependendo do relacionamento. No Banco do Brasil e na Caixa, o valor pode cair, enquanto os bancos menores pagam acima de 100% para aplicações acima de R$ 10 mil, mas nesses os riscos são maiores. Outro cuidado: a taxa de administração precisa ser de, no máximo, 1% ao ano. Nos grandes bancos, há opções assim para aportes acima de R$ 20 mil. Ainda são rentabilidades brutas, recebidas antes da cobrança do Imposto de Renda, mas o patamar é inédito desde o início da crise global, em 2008. Apesar de as taxas nominais serem elevadas, só a partir de abril é que essas aplicações começaram a render mais do que a inflação com alguma folga. Naquele mês, a inflação pelo IPCA ficou em 0,71%, abaixo do intervalo entre 0,8% e 0,9% mensal dessas aplicações.

Mais matérias
desta edição