app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5730
Economia

Justi�a pode mandar derrubar im�veis, diz Denit

Nos arquivos da SMTT, a história da Via Expressa mostra que os problemas começaram no início da obra, pois era necessário indenizar 50 proprietários de um lado e 30 do outro. O projeto chegou a ficar abandonado porque havia dúvidas se seria estadual, muni

Por | Edição do dia 12/07/2015 - Matéria atualizada em 12/07/2015 às 00h00

Nos arquivos da SMTT, a história da Via Expressa mostra que os problemas começaram no início da obra, pois era necessário indenizar 50 proprietários de um lado e 30 do outro. O projeto chegou a ficar abandonado porque havia dúvidas se seria estadual, municipal ou federal. Muita gente aproveitou a confusão e invadiu as margens da rodovia, que hoje amenizaria o caos do trânsito naquela região. O superintendente do Denit em Alagoas, Fernando Fortes Melro Filho, alertou que a Justiça pode mandar derrubar imóveis, estabelecimentos comerciais e empreendimentos que invadiram a área non edificandi da Via Expressa (BR-316). “Quando a rodovia começou a ser construída, houve indenização para a construção das faixas de domínio e non edificandi. Portanto, cabe uma ação de reintegração de propriedade da União”, disse. AF

Mais matérias
desta edição