app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5735
Economia

Governo descarta uso de reservas cambiais

Brasília, DF – O ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, disse ontem que o governo não estuda usar as reservas internacionais para fazer caixa ou influenciar a flutuação do câmbio. Segundo o ministro, as reservas de US$ 360 bilhões permitem que o govern

Por | Edição do dia 28/07/2015 - Matéria atualizada em 28/07/2015 às 00h00

Brasília, DF – O ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, disse ontem que o governo não estuda usar as reservas internacionais para fazer caixa ou influenciar a flutuação do câmbio. Segundo o ministro, as reservas de US$ 360 bilhões permitem que o governo tenha autonomia sobre a política econômica do país. “Não há decisão, nenhum plano de venda de reservas internacionais por parte do governo brasileiro”, disse Barbosa. “O volume de reservas dá autonomia ao Estado brasileiro para conduzir sua política econômica sem ter que recorrer aos organismos internacionais e, principalmente, dá à sociedade brasileira a capacidade de suportar flutuações cambiais, sem gerar problemas financeiros e fiscais”, argumentou. O ministro minimizou a resposta negativa dada pelo mercado à redução na meta de superávit primário, anunciada na última semana, e disse que as taxas cambiais irão se estabilizar. “Temos confiança de que os mercados vão se ajustar, e a taxa de câmbio tende a se estabilizar.”

Mais matérias
desta edição