app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5730
Economia

Crise faz d�lar fechar em R$ 3,53

São Paulo, SP – O dólar subiu para R$ 3,53 e a Bolsa fechou em baixa ontem em meio às turbulências provocadas pela divulgação de pesquisa Datafolha mostrando que a reprovação da presidente Dilma Rousseff (PT) superou as piores taxas registradas por Fernan

Por | Edição do dia 07/08/2015 - Matéria atualizada em 07/08/2015 às 00h00

São Paulo, SP – O dólar subiu para R$ 3,53 e a Bolsa fechou em baixa ontem em meio às turbulências provocadas pela divulgação de pesquisa Datafolha mostrando que a reprovação da presidente Dilma Rousseff (PT) superou as piores taxas registradas por Fernando Collor (1990-92) no cargo às vésperas de sofrer um processo de impeachment. Novas derrotas do governo na Câmara dos Deputados também pesaram sobre a moeda americana, que registrou a sexta alta seguida e atingiu R$ 3,57 na máxima. O dólar à vista, referência no mercado financeiro, subiu 1,12%, para R$ 3,533. Foi a maior cotação desde 5 de março de 2003, quando a moeda americana encerrou a R$ 3,555 -valor que, corrigido pela inflação, equivaleria hoje a R$ 5,44. O dólar comercial, usado em transações no comércio exterior, teve valorização de 1,28%, para R$ 3,535, também no maior nível desde 5 de março de 2003, quando encerrou a R$ 3,554 -ou R$ 5,44, após correção pela inflação. Das 24 principais moedas emergentes, apenas cinco perderam valor diante da divisa americana ontem, e o real sofreu a maior desvalorização. O Ibovespa, principal índice do mercado acionário local, fechou em baixa de 0,55%, para 50.011 pontos. A crise política pesa, mas Vale e Petrobras contiveram a queda do índice.

Mais matérias
desta edição