app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5735
Economia

Recupera��o s� a partir de 2016

Após um primeiro momento de atrito por causa do ajuste fiscal promovido pela Secretaria da Fazenda (Sefaz), o setor produtivo começa a observar com bons olhos o trabalho desenvolvido pela equipe do novo secretário George Santoro, com o aval do governador

Por | Edição do dia 09/08/2015 - Matéria atualizada em 09/08/2015 às 00h00

Após um primeiro momento de atrito por causa do ajuste fiscal promovido pela Secretaria da Fazenda (Sefaz), o setor produtivo começa a observar com bons olhos o trabalho desenvolvido pela equipe do novo secretário George Santoro, com o aval do governador Renan Filho. Com base nessa reaproximação, parte da assessoria econômica da Federação das Indústrias vive a expectativa de que o setor volte a crescer já no primeiro semestre de 2016. O assessor da presidência da Fiea, Francisco Braga, reconhece que inicialmente o setor teve uma impressão ruim do novo titular da Sefaz, mas admite que isto mudou muito. “O secretário consegue lidar bem com duas políticas: faz o ajuste para aumentar a arrecadação e tem sido muito cordato e acessível para gestar a proposta da Federação no âmbito dos incentivos”, aponta Francisco. Para o setor, o freio ainda está em alguns quadros da Fazenda que mantêm a visão tributarista. “Mas a visão do secretário segue a linha desenvolvimentista defendida pela Fiea, se você reduz a carga tributária, aumenta a produção e gera mais arrecadação”. Só que as medidas precisam de um tempo de maturação para gerar investimentos e respostas. Por isso, Francisco Braga aponta um cenário nada fácil até o final do ano. “Haverá retração de emprego, com estabilidade ou mais redução da atividade produtiva. Durante esta fase, os empresários estão empenhados em traçar o modelo de atuação para que se possa reverter a crise a partir dos primeiros meses de 2016. Ou seja, 2015 é praticamente um ano perdido para a recuperação econômica da indústria alagoana.

Mais matérias
desta edição