app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5730
Economia

Im�veis na planta perdem for�a

São Paulo, SP – Comprar um imóvel na planta era uma forma de conseguir um preço mais em conta quando o bem ainda era só uma promessa. A regra era que o apartamento valesse mais depois de pronto. Mas, devido ao excesso de estoque, muitas construtoras e in

Por | Edição do dia 28/02/2016 - Matéria atualizada em 28/02/2016 às 00h00

São Paulo, SP – Comprar um imóvel na planta era uma forma de conseguir um preço mais em conta quando o bem ainda era só uma promessa. A regra era que o apartamento valesse mais depois de pronto. Mas, devido ao excesso de estoque, muitas construtoras e incorporadoras têm vendido empreendimentos prontos com descontos de até 40% do valor pedido anteriormente, dimensiona Reinaldo Fincatti, 44, diretor da Embraesp. Segundo a consultoria, em 2015, o valor médio dos apartamentos lançados no município de São Paulo caiu 8,51%. Com isso, muitos compradores que pagaram cerca de 30% do imóvel durante a fase de construção descobrem, na entrega das chaves, que o que resta para quitar o imóvel excede o valor de unidades idênticas, prontas, que estão com desconto. O resultado é que eles cancelam a compra e engrossam o número de casos de distrato, que, segundo a agência Fitch, bateu em 41% em 2015 no País, considerando nove empresas do setor. Entre os desistentes estão também aqueles que perderam o emprego ou não conseguem financiamento. “Quando o comprador fez o acordo com a construtora, há dois ou três anos, a taxa de juros permitiria que ele financiasse o restante da dívida depois das chaves”, diz Celso Amaral, diretor da consultoria Amaral d’Avila Engenharia de Avaliações e sócio da empresa de análises imobiliárias Geoimovel. “Os juros subiram e esse mesmo comprador não consegue mais o crédito”, explica. Os apartamentos devolvidos acabam sendo oferecidos também com desconto, o que eleva o número de distratos de quem comprou na planta.

Mais matérias
desta edição