app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Economia

Por apenas R$ 1, Telemar compra operadora de celular a holding

São Paulo e Recife - A Tele Norte Leste Participações, holding da Telemar, anunciou ontem a venda da Oi, por R$ 1, para a sua controlada Telemar Norte Leste, que opera telefonia fixa em 16 Estados. “O laudo de avaliação patrimonial, feito pela Ernst & You

Por | Edição do dia 29/05/2003 - Matéria atualizada em 29/05/2003 às 00h00

São Paulo e Recife - A Tele Norte Leste Participações, holding da Telemar, anunciou ontem a venda da Oi, por R$ 1, para a sua controlada Telemar Norte Leste, que opera telefonia fixa em 16 Estados. “O laudo de avaliação patrimonial, feito pela Ernst & Young, mostrou que a operadora de telefonia móvel tem ativos e passivos balanceados”, disse Marcos Grodetzky, diretor de Finanças da Telemar. A Telemar assumirá, porém, R$ 4,761 bilhões em dívidas da Oi. Segundo Grodetzky, são compromissos de longo prazo, que vencem até 2012. O executivo afirmou que a operação não prejudica os acionistas minoritários da Telemar. “A empresa continua com a capacidade de remunerar os acionistas com o mesmo nível de dividendos”, afirmou. Um dos principais motivos para a transferência da Oi da para a operadora fixa foi R$ 1,6 bilhão em benefícios fiscais, que poderão ser aproveitados pela Telemar. A Oi, por ser deficitária, não teria como se beneficiar, no curto prazo, do crédito de impostos. Levando-se em conta a dívida assumida e a meta de atingir 3 milhões de clientes até o fim do ano, a Telemar está pagando cerca de US$ 500 por assinante da Oi. A empresa de telefonia celular atende hoje a cerca de 2 milhões de pessoas. Forças A Siemens mobile e a Oi anunciaram, ontem, no Recife, que estão unindo forças para ampliar sua participação de mercado na região Nordeste do País. Ambas apostam em novos produtos e serviços de maior valor agregado, como melodias relacionadas com música brasileira, e aplicativos Java, com destaque para os jogos. Essa estratégia baseia-se em pesquisas de mercado que indicam na Região uma grande receptividade por entretenimento. “Os modernos aparelhos cumprem a função de um videogame”, destaca Paulo Ricardo Stark, diretor de aparelhos celulares da Siemens mobile. “Para o consumidor, a relação custo-benefício é muito favorável, porque um único aparelho cumpre as funções de voz, dados e imagens, agenda telefônica, relógio e entretenimento”.

Mais matérias
desta edição