app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5752
Economia

Diesel tem aumento de 8,25% nas refinarias

Rio- A Petrobras anunciou ontem o terceiro reajuste no  preço do diesel desde a abertura  do setor, no início do ano. Desta  vez, o aumento médio será de 8,25% nas refinarias e começa a vigorar na quinta-feira. Nas bombas, o repasse deve ficar entre 6,5%

Por | Edição do dia 26/03/2002 - Matéria atualizada em 26/03/2002 às 00h00

Rio- A Petrobras anunciou ontem o terceiro reajuste no  preço do diesel desde a abertura  do setor, no início do ano. Desta  vez, o aumento médio será de 8,25% nas refinarias e começa a vigorar na quinta-feira. Nas bombas, o repasse deve ficar entre 6,5% e 7%, segundo a Federação Nacional do Comércio Varejista de Combustíveis e Lubrificantes (Fecombustíveis). Com este reajuste, o preço do diesel ultrapassou o nível em que estava antes da abertura do mercado. No início do ano, a Petrobras chegou a reduzir em cerca de 8% o preço do combustível - ao mesmo tempo em que promoveu um corte de 25% no preço da gasolina. Agora, o diesel custa 4,37% a mais do que custava em dezembro, segundo o diretor de abastecimento da estatal, Rogério Manso. Segundo Manso, o reajuste foi provocado pelo aumento da cotação do diesel no mercado internacional. Desde o último reajuste, em 6 de março, a cotação internacional do combustível subiu de 8,61% a 11,59%. Manso garantiu que, “pelo menos nesta semana”, o preço da gasolina não será afetado pela tendência de alta dos preços do petróleo e derivados . “Temos de analisar o mercado para ver se teremos de reajustar a gasolina”, frisou. A Petrobras decidiu abrir ao mercado sua política de formação de preços do diesel para os próximos 90 dias. “Sentimos que existe uma demanda por algum tipo de sinalização sobre os preços nesse novo momento. Vai demorar um pouco até as pessoas se acostumarem com a variação dos preços”, explicou.

Mais matérias
desta edição