app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Economia

AL RECEBE NOTA 9,1 EM PESQUISA DE TURISMO QUE AVALIA HOSPITALIDADE

Dado apontou que 9 em cada 10 turistas internacionais aprovaram a hospitalidade em 2019, nas cinco regiões brasileiras

Por tatianne lopes | Edição do dia 23/02/2021 - Matéria atualizada em 22/02/2021 às 21h05

Que Alagoas tem as praias mais lindas e paradisíacas, todo mundo sabe. Além disso, o alagoano é um povo acolhedor e, agora, também é destaque no turismo internacional. Uma Pesquisa de Demanda Turística Internacional realizada pelo Ministério do Turismo, por meio da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), confirmou que o brasileiro é hospitaleiro. Segundo turistas que desembarcaram no Brasil em 2019, Alagoas é nota 9,1 no quesito hospitalidade.

A pesquisa apontou que 9 em cada 10 turistas internacionais aprovaram a hospitalidade em 2019, nas cinco regiões brasileiras. Alagoas ocupa a terceira posição do ranking junto com os estados do Mato Grosso do Sul, Paraná e outro estado do Nordeste, o Rio Grande do Norte. No topo da lista estão Santa Catarina (9,4) e Rio Grande do Sul (9,2). Também aparecem na preferência do turista os estados do Amazonas (8,7); Bahia (9,0); Ceará (8,8); Distrito Federal (8,9); Espírito Santo (8,9); Goiás (8,8); Minas Gerais (9,0); Pará (8,3); Pernambuco (9,0); Rio de Janeiro (8,9) e São Paulo (8,9).

Ainda segundo o levantamento, a boa acolhida é um dos atrativos que fazem com que 95% dos ouvidos manifestem a intenção de retornar ao país e 94% recomendem o Brasil como destino. Outro achado importante e positivo da pesquisa é o fato de 86,9% dos turistas internacionais acharem que a viagem atendeu plenamente ou ainda superou as expectativas.

“Temos o povo mais hospitaleiro do mundo. De Norte a Sul do país os brasileiros estão sempre de braços abertos para receber brasileiros e estrangeiros. Não tem como dar errado, o lugar mais bonito do mundo tem também as pessoas mais simpáticas para o turista”, comenta o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto.

Mais matérias
desta edição