app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Economia

Receita libera consulta a lote da malha fina

Brasília - A Receita Federal liberou a consulta ao terceiro lote residual do Imposto de Renda da Pessoa Física 2003 (ano-base 2002). A consulta pode ser feita pela Internet (www.receita.fazenda.gov.br) ou pelo telefone 0300-78-0300. Nesse lote foram proc

Por | Edição do dia 09/03/2004 - Matéria atualizada em 09/03/2004 às 00h00

Brasília - A Receita Federal liberou a consulta ao terceiro lote residual do Imposto de Renda da Pessoa Física 2003 (ano-base 2002). A consulta pode ser feita pela Internet (www.receita.fazenda.gov.br) ou pelo telefone 0300-78-0300. Nesse lote foram processadas 102.198 declarações, das quais 30.899 têm imposto a restituir, no valor de R$ 40,452 milhões. Outras 34.204 declarações têm imposto a pagar, no valor de R$ 11,631 milhões. Também foram processadas 37.095 contribuições com saldo zero, ou seja, sem imposto a pagar ou a restituir. O dinheiro da restituição - que estará disponível para saque no dia 15 - terá correção de 17,06%, referente à variação da Selic de maio de 2003 a fevereiro de 2004 e mais 1% de março. Antecipação Com o início do prazo para declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2003 muitos bancos já lançaram suas linhas de crédito para antecipação da restituição do IR. Ressaltando atrativos como conveniência, agilidade na aprovação do empréstimo, taxas de juros baixas e a não necessidade de avalista, os bancos oferecem taxa mínima de 2,70% ao mês e empréstimos que chegam a R$10 mil. A Caixa Econômica Federal (CEF), por exemplo, está antecipando, em todas as suas agências, até 75% do valor da restituição, dependendo da análise cadastral. De acordo com a assessoria de comunicação da CEF, para obter o empréstimo, o cliente da Caixa deve optar por receber a restituição do IR na agência em que tem conta e a solicitação do empréstimo deve ser feita diretamente na agência. A taxa de juros da Caixa para esta linha de crédito é de 3,95% ao mês, com limite mínimo para antecipação de R$ 300 e máximo de R$ 10 mil. Segundo a assessoria, não há necessidade de apresentar avalista e os juros são cobrados somente no momento da restituição, quando a operação será liquidada.

Mais matérias
desta edição