app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Economia Fotos para cidade ou economia do Porto de Maceió para arquivo.
Fotos: Ricardo Lêdo

MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS NO PORTO CRESCE QUASE 30%

O setor portuário alagoano movimentou 1,12 milhão de toneladas nos quatro primeiros meses do ano, segundo levantamento divulgado nesta terça-feira (22), pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). O volume corresponde a um aumento de 29,62%

Por Clariza Santos | Edição do dia 24/06/2021 - Matéria atualizada em 24/06/2021 às 04h00

O setor portuário alagoano movimentou 1,12 milhão de toneladas nos quatro primeiros meses do ano, segundo levantamento divulgado nesta terça-feira (22), pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). O volume corresponde a um aumento de 29,62% em relação ao mesmo período do ano passado. De acordo com a Antaq, o avanço na movimentação portuária alagoana foi puxado principalmente pelo Porto da Braskem, que registrou um aumento de 117,48% no quadrimestre, com a movimentação de 256,96 mil toneladas. Os dados mostram que do total movimentado nos primeiros quatro meses deste ano, 703,7 mil toneladas correspondem a produtos embarcados, enquanto outras 418,4 mil toneladas se referem aos produtos desembarcados em um dos dois terminais portuários de Alagoas. Por mercadorias, o açúcar e produtos similares representaram o maior volume movimentado, com 530,3 mil toneladas. Apesar disso, a movimentação desses produtos representaram uma retração de 44,88% em relação ao primeiro quadrimestre do ano passado. Em seguida aparecem produtos químicos orgânicos, com 151,9 mil toneladas, combustíveis minerais (117,3 mil toneladas) e produtos químicos inorgânicos (105 mil toneladas). Em todo o País, o setor portuário movimentou 380,5 milhões de toneladas. Isso corresponde a um aumento de 9,73% em relação ao mesmo período do ano passado.N o primeiro quadrimestre do ano, os portos privados movimentaram 249,7 milhões de toneladas, um aumento de 9,94% em relação aos primeiros quatro meses de 2020. Já os portos públicos movimentaram 130,8 milhões de toneladas, registrando uma melhoria de 9,33%. “Os números continuam positivos, e a tendência é que a movimentação portuária mantenha o viés de alta ao longo do ano. O setor portuário brasileiro vem demonstrando resiliência e capacidade de superar até mesmo uma pandemia”, afirmou o diretor-geral da Antaq, Eduardo Nery, em nota. Santos (SP) foi o porto público que mais movimentou: 38,1 milhões de toneladas no primeiro quadrimestre de 2021, um crescimento de 7,75% em comparação com o mesmo período de 2020. Em seguida, apareceu Paranaguá (PR): 16,5 milhões de toneladas (alta de 0,35%). Na terceira posição, figurou Itaguaí (RJ): 15,9 milhões de toneladas e um incremento de 34,7%. Em relação aos terminais privados, Ponta da Madeira (MA) movimentou 54,4 milhões de toneladas no primeiro quadrimestre do ano: alta de 5%. Na segunda posição, apareceu o Terminal Aquaviário de Angra dos Reis (RJ): 22,7 milhões de toneladas movimentadas e crescimento de 8,52%. Depois veio o Terminal Aquaviário de São Sebastião (Almirante Barroso), em São Paulo. A instalação movimentou 18,1 milhões de toneladas, crescimento de 3,6%.

Mais matérias
desta edição