app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5717
Economia

Embratel denuncia Telemar

A Embratel entrou durante a semana com uma representação junto à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) contra a Telemar por violação da ordem econômica. Também foi aberta representação contra a Telefonica que atua no sudeste do país. No caso da T

Por | Edição do dia 13/04/2002 - Matéria atualizada em 13/04/2002 às 00h00

A Embratel entrou durante a semana com uma representação junto à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) contra a Telemar por violação da ordem econômica. Também foi aberta representação contra a Telefonica que atua no sudeste do país. No caso da Telemar, a vice-presidente de serviços locais da Embratel, Purificación Carpinteyro, acusa a empresa de praticar preços de interconexão duas vezes mais altos que os praticados no resto do mundo, o que serviria para subsidiar os outros serviços oferecidos pela empresa. “Existem evidências de que as operadoras locais estão se utilizando de práticas de dumping contra a concorrente de longa distância (Embratel)”, disse Purificación Carpinteyro. Segundo Carpinteyro, as empresas de telefonia fixa estão aplicando preços discriminatórios nas tarifas de interconexão ou utilizando subsídios cruzados nas operações de longa distância. Para a vice-presidente, se as operadoras locais seguissem os mesmos preços que aplicados pela Embratel, eles teriam de apresentar perdas em suas operações. “Se eles não apresentam perdas, estão subsidiando com as altas margens das operações locais”, afirmou, apontando que com a tipificação de subsídio cruzado, estará caracterizada a prática de dumping, que ocorre quando uma empresa prática preços abaixo do custo para quebrar os concorrentes.

Mais matérias
desta edição