app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Economia A cesta básica pesquisada pelo Procon é composta com um item de cada produto

PREÇO DA CESTA BÁSICA REGISTRA ALTA DE 13% EM MACEIÓ, DIZ PROCON

Pesquisa do órgão de defesa do consumidor revela que valor da cesta de produtos passou de R$ 64,94 em março para R$ 98,30 em abril

Por JAMYLLE BEZERRA* | Edição do dia 20/05/2022 - Matéria atualizada em 19/05/2022 às 20h37

Uma pesquisa realizada pelo Procon Maceió apontou para um aumento significativo no preço dos produtos que integram a cesta básica. O levantamento foi realizado em seis estabelecimentos da capital e apontou para uma variação de preços que vai de R$ 64,94 a R$ 98,30. Em relação a abril, houve um aumento de 13% nos valores de produtos. No total, foram consultados os valores de 13 itens, entre eles arroz parbolizado, açúcar, farinha de milho flocada, feijão, entre outros. A cesta básica pesquisada pelo Procon é composta com um item de cada produto. Na pesquisa, foi possível verificar que elas podem variar R$ 64,94 a R$ 98,30, em comparação com mês passado. Em abril, os consumidores conseguiam comprar itens básicos da cesta no valor de R$47,69 até R$ 94,58, o que representa um aumento de até 13% nos valores dos produtos. A pesquisa aponta ainda que houve item que teve aumento de 21% no mesmo estabelecimento, comparado com a pesquisa divulgada no mês passado, como, por exemplo, o preço da margarina de 250g. Já o feijão carioca apresentou um aumento de 26%, em comparação com os últimos três meses, já que em janeiro o item era encontrado nas prateleiras a partir de R$ 5,98 e, na pesquisa atual, a partir de R$ 7,59. De acordo com o diretor-executivo do Procon Maceió, Leandro Almeida, o intuito de realizar e divulgar a pesquisa é comparar os preços dos estabelecimentos. “Nossa intenção é também facilitar, para que os consumidores possam economizar nas compras”.

* Com informações da assessoria

Mais matérias
desta edição