app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5710
Economia

Brasil antecipa pagamento de empr�stimo

Brasília – O Brasil vai pagar antecipadamente ao Fundo  Monetário Internacional (FMI) o empréstimo de US$ 4,2 bilhões que tomou no dia 28 de setembro passado, logo após os ataques terroristas aos Estados Unidos. A medida é possível graças à melhoria no ce

Por | Edição do dia 17/04/2002 - Matéria atualizada em 17/04/2002 às 00h00

Brasília – O Brasil vai pagar antecipadamente ao Fundo  Monetário Internacional (FMI) o empréstimo de US$ 4,2 bilhões que tomou no dia 28 de setembro passado, logo após os ataques terroristas aos Estados Unidos. A medida é possível graças à melhoria no cenário internacional. “Nossa avaliação, desde então, mudou para melhor”, disse o ministro da Fazenda, Pedro Malan. Ele embarcou ontem para Washington, onde participará de encontro anual do FMI. Pela mesma razão, o Brasil decidiu não sacar os US$ 4,6 bilhões a que teria direito após a avaliação positiva feita pelo Fundo em março. O dinheiro continua disponível para o País. Com o pagamento que será feito nos próximos dias, a dívida do Brasil com o FMI será de cerca de US$ 4 bilhões. Malan explicou que, com o pagamento, o Brasil não quitará todo o empréstimo que tomou em setembro, mas apenas a parte mais cara dele. Os US$ 4,2 bilhões foram sacados da linha de emergência do FMI, o Standard Reserve Facility (SRF), que cobra taxas de 3% acima das linhas regulares da instituição. O prazo de carência desse empréstimo é de um ano, portanto o Brasil só começaria a pagá-lo em setembro de 2002. Por enquanto, o Brasil não antecipará o pagamento da parcela de US$ 450 milhões tomados da linha regular (stand by) do FMI.

Mais matérias
desta edição