app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5713
Economia

SHOPPINGS DEVEM ABRIR 90 MIL VAGAS TEMPORÁRIAS

A Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop) prevê que a Copa do Mundo, a Black Friday e o Natal levarão à abertura de 90 mil vagas temporárias nos centros de compra associados à entidade. Número é superior ao de 2021, quando 80 mil vagas fora

Por G1 | Edição do dia 04/11/2022 - Matéria atualizada em 04/11/2022 às 04h00

A Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop) prevê que a Copa do Mundo, a Black Friday e o Natal levarão à abertura de 90 mil vagas temporárias nos centros de compra associados à entidade. Número é superior ao de 2021, quando 80 mil vagas foram abertas no último trimestre do ano.

Os cargos com mais vagas são de vendedores, ajudantes e balconistas. Mais da metade das empresas prefere contratar jovens de 18 a 34 anos.

Já o salário médio inicial está em torno de R$1.600 e a jornada de trabalho será entre 6 horas e 8 horas diárias. O setor de vestuário, calçados e supermercados serão os que mais vão contratar. “Os empresários já começam a contratar. Essa será uma ótima oportunidade para aqueles que estão buscando emprego. Vale lembrar que a taxa de efetivação dos temporários após o Natal deve ser representativa”, comenta Luis Augusto Ildefonso diretor institucional da Alshop.

Já os lojistas que não vão contratar justificam não acreditar em aumento significativo da demanda, por não ter verba suficiente para contratações e por considerar os encargos trabalhistas muito altos.

De acordo com um levantamento da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), a estimativa é que haja a abertura de 94,7 mil vagas temporárias até o final do ano. A projeção veio abaixo do que se esperava para o último trimestre do ano passado - 105.723 vagas e menor também que o de 2019 - 103.211 vagas.

Já a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) prevê que sejam contratados 109,4 mil temporários no país neste final de ano para atender às vendas no varejo. Trata-se da maior oferta de trabalho temporário em nove anos, quando, em 2013, foram abertos 115,5 mil postos, informa a CNC.

Mais matérias
desta edição