app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5715
Economia

Seguro-desemprego injeta R$ 450,5 milhões em Alagoas

61.033 trabalhadores alagoanos que solicitaram o acesso ao recurso no ano passado. Desses, 54.652 tiveram o pedido acatado

Por Maylson Honorato | Edição do dia 23/01/2023 - Matéria atualizada em 23/01/2023 às 21h41

 

Conforme os dados, trabalhadores do setor de serviços em Alagoas foram os que mais solicitaram o seguro-desemprego
Conforme os dados, trabalhadores do setor de serviços em Alagoas foram os que mais solicitaram o seguro-desemprego - Foto: Agência Brasil
  

O pagamento do seguro-desemprego a trabalhadores injetou 450,5 milhões na economia de Alagoas em 2022, de acordo com dados do Ministério do Trabalho. Ao todo, foram pagas 314.601 parcelas do direito trabalhista, com valor médio de R$ 1.432,13.

Foram 61.033 trabalhadores alagoanos que solicitaram o acesso ao recurso no ano passado. Desses, 54.652 tiveram o pedido acatado. A maioria deles, 35.297, possui o ensino médio completo, enquanto 10.781 têm apenas o ensino fundamental. Os profissionais com ensino superior que requisitaram o seguro somam 3.235.

De acordo com os dados, 44.515 solicitações foram feitas pela internet, o que representa 72,9% do total. A taxa de habilitação, que representa a relação entre os pedidos acatados e negados, foi de 89,5%.

Conforme os dados, trabalhadores do setor de serviços em Alagoas foram os que mais solicitaram o seguro-desemprego, somando 20.959 requerentes e 18.759 segurados. Em seguida, aparecem os trabalhadores do setor de comércio, com 18.117 requerentes e 16.649 segurados. Dos que trabalham na indústria de Alagoas foram 11.461 requerentes e 10.216 segurados. Em seguida, aparece a construção civil, com 7.426 requerentes e 6.329 segurados; além da agropecuária, setor no qual 3.059 trabalhadores solicitaram o seguro e 2.690 acessaram o recurso.

38.146 dos requerentes foram homens, na faixa-etária entre 30 e 39 anos, que recebiam entre 1,01 e 1,5 salários mínimos. Apenas 47 segurados recebiam mais de 10 salários mínimos.

Mais matérias
desta edição