app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5716
Economia

MAIS DE 35 MIL NOVAS EMPRESAS FORAM ABERTAS EM AL EM 2022

Com 17.457 CNPJs extintos no período, Estado tem saldo positivo de 17,5 mil empreendimentos criados no ano passado

Por TATIANNE BRANDÃO | Edição do dia 27/01/2023 - Matéria atualizada em 27/01/2023 às 09h15

Dados da Junta Comercial do Estado de Alagoas (Juceal) mostram que o Estado abriu mais de 35 mil novas empresas em 2022. O maior quantitativo no Estado foi de microempreendedores, cerca de 77% a mais no mercado alagoano. No mesmo período, foram extintas 17.457 empresas, o que deixa Alagoas com um saldo positivo de 17,5 mil empreendimentos criados. Do número total, o maior quantitativo foi visto para os microempreendedores individuais (MEIs), dos quais foram anotadas 27.712 inscrições, o que representa 77,28% do total. Ainda em relação ao porte empresarial, foram registradas 5.755 constituições de microempresas (MEs), 1.413 de empresas de pequeno porte (EPPs) e 977 de negócios considerados sem porte. Com exceção dos MEIs, todos os outros portes obtiveram crescimento em relação a 2021. O MEI é um negócio com renda bruta máxima de até R$ 81 mil ao ano e sem participação em outro empreendimento, a ME, por sua vez, possui renda bruta anual inferior ou igual a R$ 360 mil, enquanto a EPP possui renda bruta anual superior a R$ 360 mil e inferior a R$ 4,8 milhões. Quando subdividido o quantitativo total por naturezas jurídicas, as aberturas podem ser delimitadas em 30.012 empresários individuais, 5.622 sociedades limitadas, 104 sociedades anônimas fechadas, 39 sociedades anônimas abertas, 35 cooperativas, 25 consórcios de sociedades, 6 associações privadas, 4 sociedades de economia mista, 3 empresas públicas, 2 consórcio simples, 2 sociedades simples Limitadas, 1 cooperativa de consumo, 1 empresa individual de responsabilidade limitada de natureza simples e 1 fundação privada. Segundo a Junta Comercial, ainda no ano foram abertas 1.233 filiais de empresas alagoanas dentro do estado e em outras unidades federativas do país. Desse total, os destaques se encontram para as sociedades limitadas, com 942 filiais constituídas, e os empresários individuais, com 177 filiais constituídas. Para o presidente da Juceal, Ricardo Dória, os bons números anotados em 2022 trazem um norte para as ações futuras da Junta Comercial a fim de melhorar ainda mais o ambiente de negócios. “A Junta Comercial é uma figura essencial para o desenvolvimento de cada estado brasileiro. Com um registro ágil, transparente e eficiente, o empresário pode focar em seu negócio rapidamente, gerar renda, progredir e se modernizar”, ressaltou.

Mais matérias
desta edição