app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5712
Economia O estado que registrou o maior número de tentativas de fraude foi a Bahia (3,7%)

AL REGISTRA 1,7 MILHÃO DE TENTATIVAS DE GOLPES EM UM ANO

Levantamento mostra que os estados da região Nordeste concentram 24,6 milhões de tentativas de fraude ao longo do ano passado

Por Hebert Borges | Edição do dia 09/02/2023 - Matéria atualizada em 09/02/2023 às 04h00

Levantamento do Mapa da Fraude, feito pela ClearSale, que é uma empresa especialista em soluções de prevenção e gerenciamento de risco, revelou que foram registradas 1,7 milhão de tentativas de fraudes em compras online feitas em Alagoas. O ticket médio das tentativas feitas em Alagoas foi de R$ 1.315. O documento mostra que os estados da região Nordeste concentraram em todo o ano passado 24,6 milhões de tentativas de fraude. O estado que registrou o maior número de tentativas de fraude foi a Bahia (3,7%) com 6,6 milhões de pedidos e ticket médio de R1.216, seguida do Rio Grande do Norte (3,5%), que obteve 1,8 milhão e ticket médio de R1.307 e Maranhão (3,3%) com 1,4 milhão de pedidos e ticket avaliado em R1.330. O estudo aponta que as categorias que mais concentraram tentativas de golpe na região foram: celular (9,3%) com ticket médio de R 2.285, eletrônicos (8,2%) com gasto médio de R2.264 e informática (5,6%) com ticket médio de R2.460.

Para o levantamento do Mapa da Fraude, a ClearSale considerou apenas pagamentos via cartão de crédito no e-commerce. São consideradas tentativas de fraude todas as transações que, por algum motivo, foram classificadas como suspeitas ou que foram confirmadas como fraude. Em 2022, o Brasil registrou 5,6 milhões de tentativas de fraudes. O estudo exclusivo analisou 312,2 milhões de pedidos realizados no e-commerce brasileiro, feitos via pagamento por cartão de crédito, que totalizou R$5,8 bilhões em ações fraudulentas. Em comparação com o ano passado, as tentativas de fraude apresentaram uma queda de 0,3%, mas os valores ainda foram 4,8% maiores do que em 2021 Para o Diretor Presidente da ClearSale, Eduardo Mônaco, os números apontam um crescimento controlado no número de tentativas de fraudes, em razão da desaceleração do comércio eletrônico. “Como era esperado, o ano de 2022 foi marcado por um crescimento moderado do e-commerce brasileiro e pelas incertezas financeiras do consumidor para 2023. Tais fatores contribuíram para a queda diante dos anos anteriores, porém, o período ainda apresentou altos números de golpes, e os consumidores e varejistas precisam ficar atentos”, explica.

Mais matérias
desta edição