app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5750
Economia

Ap�s 30 anos, Brasil exporta mangas para Jap�o

O Japão recebeu, nessa quarta-feira, o primeiro carregamento de mangas frescas exportadas do Brasil. Segundo a Embaixada do Brasil em Tóquio, o negócio encerra a última etapa de um processo de negociações conduzido ao longo de mais de 30 anos pelo gover

Por | Edição do dia 23/01/2005 - Matéria atualizada em 23/01/2005 às 00h00

O Japão recebeu, nessa quarta-feira, o primeiro carregamento de mangas frescas exportadas do Brasil. Segundo a Embaixada do Brasil em Tóquio, o negócio encerra a última etapa de um processo de negociações conduzido ao longo de mais de 30 anos pelo governo brasileiro com as autoridades agrícolas japonesas. Durante esse tempo, a importação, a comercialização e a distribuição de mangas brasileiras estiveram proibidas no Japão por causa de problemas fitossanitários, relacionados à ocorrência no Brasil da mosca-do-mediterrâneo e da mosca-da-carambola. Esterilização O Ministério da Agricultura do Japão relutava em aceitar o método de esterilização da fruta utilizado pelo Brasil e reconhecido pelos Estados Unidos e pela União Européia, tradicionais mercados de destino da fruta brasileira. Só agora as autoridades brasileiras conseguiram convencer o Ministério da Agricultura do Japão em relação aos padrões de excelência de qualidade e de segurança do produto. A liberação das importações de mangas brasileiras pelo Japão havia sido anunciada pelo primeiro-ministro Junichiro Koizumi em sua visita ao Brasil, em setembro de 2004, mas só agora as frutas foram liberadas para a exportação pelo Brasil para o país nipônico. “Vai chupar manga” Durante solenidade de posse do novo presidente do Serviço Brasileiro de Apoio às Pequenas e Micro Empresas (Sebrae), Paulo Okamotto, na última terça-feira (18), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva falou sobre os resultados obtidos em busca de novos mercados. Ele lembrou o anúncio de que o Japão importaria manga brasileira. Antes do encontro, Lula foi informado de que o Brasil tentava exportar manga para o Japão havia 27 anos, sem sucesso, devido ao “bicho da mosca”, e que, então, o cerimonial serviria manga como sobremesa. “Se não mostrarmos o nosso produto, ninguém vai comprar nossas coisas”, defendeu o presidente. “Nós não ligamos para isso (o bicho da mosca). Nós comemos com tudo. Eles são mais requintados”, disse o presidente ao relatar o encontro: “Quer sobremesa? – então vai chupar manga”.

Mais matérias
desta edição