app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5750
Economia

Bancos destinaram R$ 3 bi para im�veis

Os bancos direcionaram no ano passado R$ 3,060 bilhões para o financiamento imobiliário. Esse montante representou um incremento de 38% em relação a 2003. Trata-se também do melhor resultado da década, segundo a Associação Brasileira das Entidades de Créd

Por | Edição do dia 27/01/2005 - Matéria atualizada em 27/01/2005 às 00h00

Os bancos direcionaram no ano passado R$ 3,060 bilhões para o financiamento imobiliário. Esse montante representou um incremento de 38% em relação a 2003. Trata-se também do melhor resultado da década, segundo a Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip). Balanço divulgado ontem pela Abecip mostra que esses recursos foram usados no financiamento de 54.467 unidades. O volume representa um avanço de 49,4% na comparação com 2003, quando foram financiados 36.446 imóveis com recursos da poupança. Dezembro Só em dezembro foram financiados 6.077 imóveis com recursos da poupança, 62,8% a mais do que o volume contratado no mesmo mês de 2003. Em dezembro, o Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) direcionou R$ 455,27 milhões para o financiamento habitacional, um aumento de 73,3% frente ao mesmo mês de 2003. O presidente da Abecip, Décio Tenerello, disse que o bom desempenho de 2004 é reflexo da redução do valor médio dos financiamentos, o que assegurou o acesso de um número maior de pessoas à casa própria. Segundo ele, o resultado de dezembro superou as expectativas iniciais da entidade. “O que permite antever a continuidade da recuperação do setor em 2005.” Pelas estimativas da Abecip, o mercado de crédito imobiliário deve crescer pelo menos 30% em 2005, atingindo R$ 4 bilhões. A Abecip informa, ainda, que o mercado precisa de condições favoráveis para se manter equilibrado, como a ampliação da oferta de unidades de dois e três dormitórios destinadas à classe média. Este ano, o setor da construção civil quer facilitar o financiamento imobiliário Os novos produtos vão contemplar a redução dos juros e o alongamento dos prazos.

Mais matérias
desta edição