app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5709
Economia

Ve�culos ter�o microchip de localiza��o anti-roubo

O Contran (Conselho Nacional de Trânsito) vai publicar, dentro de 45 dias, uma resolução que obriga montadoras a instalarem nos veículos novos um dispositivo (microchip) de identificação e localização. O objetivo é ajudar a polícia a identificar carros r

Por | Edição do dia 26/04/2002 - Matéria atualizada em 26/04/2002 às 00h00

O Contran (Conselho Nacional de Trânsito) vai publicar, dentro de 45 dias, uma resolução que obriga montadoras a instalarem nos veículos novos um dispositivo (microchip) de identificação e localização. O objetivo é ajudar a polícia a identificar carros roubados e também facilitar a fiscalização do pagamento de multas. Para os veículos que já estão no mercado, caberá aos proprietários optar pela instalação. A decisão foi anunciada ontem pelo ministro da Justiça, Miguel Reale Júnior, durante reunião com representantes do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) e o Sindipeças (Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores). O dispositivo terá o número do chassi, cor e modelo do veículo. A memória do microchip também poderá abrigar informações como nome do proprietário do veículo e dados sobre multas e IPVA. O microchip deverá ser instalado no motor ou no câmbio do veículo. Segundo o ministério, as informações do veículo serão obtidas por um aparelho de leitura utilizado pela polícia. Os veículos roubados poderão ser identificados quando se aproximarem de uma barreira policial. A leitura poderá ser feita a uma distância de 20 metros. “Creio que será uma segurança a mais para os proprietários de veículos, especialmente para os de carga. É a tecnologia vindo em auxílio da contenção da criminalidade”, disse Reale Júnior. No futuro, o dispositivo poderá ser acoplado a um sistema de localização por satélite. Segundo o diretor do Denatran, Jorge Guilherme Francisconni, o dispositivo não deverá custar mais que US$ 5 ou cerca de R$ 11,70. Entre os participantes da reunião estavam representantes da Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos), da CNT (Confederação Nacional do Transporte), ANTP (Associação Nacional de Transportes Públicos) e ABTC (Associação Brasileira dos Transportadores de Carga).

Mais matérias
desta edição