app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5750
Economia

Caixa eleva para R$ 50 mil por j�ia limite de empr�stimo do penhor

A Caixa Econômica Federal vai elevar o limite de empréstimo do penhor de R$ 15 mil para R$ 50 mil por jóia. O novo teto já vale a partir de hoje e pode ser contratado em qualquer um dos 333 postos de penhor da Caixa. Em Maceió, o penhor funciona na Praça

Por | Edição do dia 04/02/2005 - Matéria atualizada em 04/02/2005 às 00h00

A Caixa Econômica Federal vai elevar o limite de empréstimo do penhor de R$ 15 mil para R$ 50 mil por jóia. O novo teto já vale a partir de hoje e pode ser contratado em qualquer um dos 333 postos de penhor da Caixa. Em Maceió, o penhor funciona na Praça dos Martírios, região central da cidade. O penhor, considerado a linha de crédito mais popular do mercado, fechou o ano de 2004 com R$ 4,1 bilhões em créditos concedidos. Para 2005, a Caixa prevê um aumento de 11,2% nos empréstimos, que devem alcançar R$ 4,48 bilhões. Para realizar uma operação de penhor é preciso ter em mãos o documento de identidade, Cadastro da Pessoa Física (CPF) e comprovante de residência. A relação dos postos  de penhor pode ser obtida na  página da Caixa na Internet  (www.caixa.gov.br). O empréstimo do penhor corresponde a 80% do valor de avaliação do bem. A taxa de juros varia de acordo com o valor contratado. Para empréstimos inferiores a R$ 300, a taxa de juros é de 2,60% ao mês. Se o valor ultrapassar os R$ 300, os juros mensais sobem para 3,25%. Os prazos para pagamento são de 30, 60, e 120 dias. Se o cliente não pagar o empréstimo dentro do prazo, a Caixa tem o direito de leiloar o bem. Com o valor arrecadado na venda, o banco quita a dívida de quem recebeu o empréstimo. Se o valor obtido com a venda da jóia for maior, o banco devolve a diferença para o cliente.

Mais matérias
desta edição