app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5710
Economia

Aumento do teor de �lcool na gasolina vale para maio

Somente a partir do mês que vem é que os postos poderão vender gasolina ao consumidor com 26% de álcool anidro, dois pontos percentuais a mais do que a mistura atual. O ministro da Agricultura, Marcus Vinícius Pratini de Moraes, explicou que o aumento

Por | Edição do dia 27/04/2002 - Matéria atualizada em 27/04/2002 às 00h00

Somente a partir do mês que vem é que os postos poderão vender gasolina ao consumidor com 26% de álcool anidro, dois pontos percentuais a mais do que a mistura atual. O ministro da Agricultura, Marcus Vinícius Pratini de Moraes, explicou que o aumento da adição para este nível pelo Senado Federal na quarta-feira terá de retornar à Câmara para aprovação. Depois disso é que a matéria irá à sanção do presidente da República, o que permitirá ao Conselho Interministerial do Açúcar e do Álcool (Cima) emitir uma resolução alterando os percentuais de mistura. Com a nova modificação, a mistura atual, praticada por meio de uma “banda” que hoje varia de 20% a 24%, podendo ser adicionada ou reduzida em um ponto percentual, passará para 20% a 25%, mantendo a variação de um ponto percentual para mais ou para menos. O ministro já adiantou, contudo, que a mistura de anidro na gasolina será elevada para 26%, porque este limite já foi testado e aprovado pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). Para a Confederação Nacional da Agricultura (CNA), esse consumo adicional chegará a 300 milhões de litros sobre o consumo anual de anidro que é de seis bilhões de litros. O presidente da Comissão Nacional de Cana-de-Açúcar da CNA, Edison Ustulin, disse que o setor terá de produzir 3,7 milhões de toneladas de cana, em 50 mil hectares de área plantada, para atender ao acréscimo autorizado para a mistura.

Mais matérias
desta edição