app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5655
Economia Maceió, 13 de novembro de 2023
Caminhão da Serasa, estacionado na Praça Dom Pedro II, no Centro de Maceió, Alagoas - Brasil
Foto:@Ailton Cruz

CAMINHÃO DA SERASA COMEÇA A ATENDER MACEIOENSES INADIMPLENTES

Serviço para renegociação de dívidas estará disponível até sábado na Praça D Pedro II

Por Hebert Borges | Edição do dia 14/11/2023 - Matéria atualizada em 14/11/2023 às 04h00

O programa Serasa na Estrada literalmente estacionou em Maceió. Isso porque um caminhão da empresa começa a atender os maceioenses endividados nesta terça-feira (14) na Praça Dom Pedro II, no Centro, das 9h às 18h de terça a sexta-feira - e das 9h às 13h no sábado, que é o último dia do caminhão na capital alagoana. No caminhão as pessoas podem fazer consulta de pontuação de crédito, negociação de dívidas e solicitação de empréstimos e cartões de crédito.

Dados da própria Serasa mostram que, em Maceió, a inadimplência atinge 426 mil pessoas cujas dívidas, somadas, chegam a R$ 2,1 bilhões. Em média, cada devedor da capital tem R$ 4.977,11 em débitos, valor levemente abaixo da média brasileira, que é de R$ 5.108,23.

Em todo o estado de Alagoas mais 990 mil pessoas estão inadimplentes, o equivalente a 40,2% da população adulta, sendo que a média nacional é de 43,90%. Cada inadimplente de Alagoas deve, em média, R% 4.381,27.

A maior parte dos mais de R$ 4,3 bilhões de dívidas está concentrada em três segmentos: Bancos e Cartões (36,94%), Financeiras (21,03%) e Utilities (18,11%) – contas de gás, água e luz. Entre as faixas etárias, os mais inadimplentes têm entre 26 e 40 anos (34,2%), seguidos pela população entre 41 a 60 anos (34%) e por pessoas com mais de 60 anos (18,1%).

Desde 30 de outubro, a população alagoana também tem a oportunidade de negociar suas dívidas aproveitando os benefícios do Feirão Serasa Limpa Nome, que vai até 30 de novembro através das plataformas online da Serasa. Até agora, 20.320 endividados do Estado já negociaram dívidas durante o Feirão, aproveitando os descontos que chegam a até 99% oferecidos por mais de 500 empresas, entre bancos, financeiras, comércio varejista, operadoras de telefonia e securitizadoras. As vantagens do Feirão também estão disponíveis para quem for ao caminhão.

“Nesta jornada focada em educação financeira que está percorrendo todo o País, o objetivo é levar serviços e orientações sobre como lidar com o dinheiro, especialmente para quem tem acesso digital limitado ou pouca afinidade e confiança na internet”, afirma Patricia Camillo, especialista em educação financeira da Serasa.

Mais matérias
desta edição