app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5647
Economia

DIESEL VENDIDO EM ALAGOAS REGISTRA A MAIOR ALTA DO PAÍS

Na primeira quinzena de novembro, o preço do combustivel registrou um aumento de 10,78%, segundo levantamento da Edenred Ticket Log

Por Carlos Nealdo | Edição do dia 28/11/2023 - Matéria atualizada em 28/11/2023 às 04h00

O diesel vendido nos postos alagoanos registrou aumento de 10,78% na primeira quinzena de novembro, na comparação com o mês de outubro. Trata-se da maior alta do país, segundo levantamento divulgado pela Edenred Ticket Log, empresa que faz análise nacional sobre a variação do preço dos combustíveis.

Em média, o diesel foi vendido em Alagoas, ao fim da primeira quinzena de novembro, a R$ 6,23 o litro, segundo levantamento feito pela Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP).

Na média nacional, o preço do combustível encerrou o período vendido a R$ 6,21 o litro, uma alta de 0,98%, ante outubro. Já o tipo S-10 foi comercializado a R$ 6,40, valor 0,79% mais caro, em relação ao mês anterior.

“O diesel ficou mais caro na maioria dos Estados brasileiros. Destaco o aumento de 10,78% identificado para o comum no Alagoas, a alta mais expressiva do País para o período. Apenas cinco Estados registraram redução no preço do litro neste início de mês”, destaca Douglas Pina, diretor-Geral de Mobilidade da Edenred Brasil.

Apenas o Nordeste registrou redução no preço dos dois tipos. O comum foi comercializado a R$ 6,26 nos postos nordestinos, com recuo de 0,48%. Já o S-10 foi vendido a média de R$ 6,34, com redução de 0,94%. As demais regiões apresentaram aumento no preço do litro, com destaque para o Sudeste, onde o comum teve incremento de 1,64% e o S-10 1,59% e as médias fecharam a R$ 6,18 e R$ 6,39.

Ainda assim, as médias mais caras do País para o comum e o S-10 foram registradas na Região Norte, a R$ 6,79, e as mais baixas no Sul, a R$ 5,99 o comum e R$ 6,13 o S-10.

Roraima fechou a quinzena com o tipo comum a R$ 7,10, maior preço médio do País. Já a menor média para o combustível foi identificada nos postos de abastecimento do Rio Grande do Sul, a R$ 5,98. A redução mais expressiva, de 3,53%, foi registrada nas bombas de abastecimento da Bahia, onde o litro fechou a R$ 6,02.

O Amapá figurou no ranking do maior aumento de todo o território nacional para o diesel S-10, de 2,10%, que fechou a R$ 7,79, também a maior média entre os Estados. Já a redução mais significativa, de 3,60%, foi identificada na Bahia, onde a média fechou a R$ 6,16. Já a média mais baixa foi registrada nos postos de abastecimento do Rio Grande do Sul, a R$ 6,06.

Mais matérias
desta edição