app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5715
Economia

Governo quer retomar debate do projeto da CLT

São Paulo - O ministro do Trabalho, Paulo Jobim, defendeu, ontem, em São Paulo, a retomada da discussão do projeto que altera a Consolidação  das Leis do Trabalho (CLT). A proposta saiu da pauta de discussão em regime urgente urgentíssimo para que os depu

Por | Edição do dia 02/05/2002 - Matéria atualizada em 02/05/2002 às 00h00

São Paulo - O ministro do Trabalho, Paulo Jobim, defendeu, ontem, em São Paulo, a retomada da discussão do projeto que altera a Consolidação  das Leis do Trabalho (CLT). A proposta saiu da pauta de discussão em regime urgente urgentíssimo para que os deputados pudessem votar a continuidade da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF). Jobim espera que, até o fim do ano, o assunto volte ao plenário da Câmara. Segundo ele, as mudanças previstas no plano incentivarão as negociações trabalhistas. “O Brasil tem hoje 2,5 milhões de ações trabalhistas em andamento, contra uma média de 70 a 75 mil em outros países.” De acordo com Jobim, a lei atual dá incentivo ao conflito e não à negociação. O ministro do Trabalho participou ontem de manhã da comemoração do 1.º de maio organizada pela Força Sindical, na Praça Campos de Bagatelle, na capital paulista. Jobim disse que há muitos eventos desse tipo em todo o País e que não teria condições de participar de todos. “Escolhi o da Força Sindical pelo grande volume de pessoas que reúne”, afirmou. A central sindical esperava reunir cerca de 1,5 milhão de trabalhadores na praça. Até o meio-dia, a Polícia Militar calculava cerca de 800 mil no local.

Mais matérias
desta edição