app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5718
Economia

Brasil vai � OMC contra subs�dio dos EUA � soja

Brasília – O Brasil ingressará com uma ação na Organização Mundial do Comércio (OMC) contra os subsídios concedidos pelos Estados Unidos à soja. Segundo o ministro das Relações Exteriores, embaixador Celso Lafer, isso deverá ocorrer “em breve”. A medida

Por | Edição do dia 07/05/2002 - Matéria atualizada em 07/05/2002 às 00h00

Brasília – O Brasil ingressará com uma ação na Organização Mundial do Comércio (OMC) contra os subsídios concedidos pelos Estados Unidos à soja. Segundo o ministro das Relações Exteriores, embaixador Celso Lafer, isso deverá ocorrer “em breve”. A medida eleva o tom da resposta brasileira à possível ampliação dos subsídios norte-americanos à agricultura, em decorrência da aprovação da nova lei agrícola, a Farm Bill. Lafer afirmou que o aumento dos subsídios pelos Estados Unidos “afeta um dos temas básicos na agenda de exportação do Brasil”, que são os produtos do agronegócio. “Isso terá repercussões na área das negociações e terá igualmente repercussão nas posições que devemos e vamos assumir”. O processo contra a soja norte-americana é um exemplo dessas “posições” mencionadas pelo ministro. Outras medidas semelhantes, envolvendo produtos como algodão e açúcar, estão em análise. Esse processo, no entanto, ainda não questiona os subsídios concedidos a partir da Farm Bill. A nova lei agrícola ainda precisa de aprovação no Senado norte-americano. O Brasil se queixará, por enquanto, apenas dos prejuízos impostos pela legislação atualmente aplicada pelos Estados Unidos. O Brasil alegará, na OMC, que os subsídios norte-americanos causaram prejuízos aos produtores não apenas porque impediram a realização de um determinado volume de exportações. Eles também provocaram “perdas potenciais”. Ou seja, o País pleiteará compensação pelos mercados que deixou de conquistar, em função da concorrência desleal.

Mais matérias
desta edição