app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5715
Economia

Velloso sugere conten��o nos gastos p�blicos

Rio - O governo poderá enfrentar problemas na área fiscal daqui para frente, caso continue adotando a estratégia de aumentar a arrecadação para, com isso, gerar folgas no superávit primário. O alerta é do economista Raul Velloso, especialista em cont

Por | Edição do dia 08/05/2002 - Matéria atualizada em 08/05/2002 às 00h00

Rio - O governo poderá enfrentar problemas na área fiscal daqui para frente, caso continue adotando a estratégia de aumentar a arrecadação para, com isso, gerar folgas no superávit primário. O alerta é do economista Raul Velloso, especialista em contas públicas, que participou, ontem, do XIV Fórum Nacional, na sede do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), no Rio. Segundo Velloso, neste ano, o governo terá dificuldades adicionais para promover esse aumento das receitas, que nos últimos anos tem ocorrido basicamente a partir de recursos não convencionais, como receitas de concessão ao setor privado e de recolhimento de pagamentos tributários atrasados, entre outros. Ele disse que essa parcela não convencional possui um tempo para acabar, o que está começando a ocorrer com mais clareza este ano. “Dificilmente o Everardo (Maciel, secretário da Receita Federal) conseguirá retirar mais alguma coisa do seu saquinho de maldades, como foi o caso dos atrasados dos fundos de pensão”, brincou Velloso, na presença do próprio secretário, que riu. Por causa disso, Velloso destacou que é fundamental que se ataque o problema pelo lado dos gastos, onde, segundo ele, há uma grande rigidez estrutural.

Mais matérias
desta edição