app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5730
Economia

Para Uruguai, Argentina viola normas

France Presse FOLHA ONLINE O chanceler uruguaio, Reinaldo Gargano, acusou a Argentina de descumprir normas do Mercosul, devido aos bloqueios de uma ponte organizados por cidadãos argentinos em protesto contra um eventual dano ambiental causado por duas

Por | Edição do dia 01/01/2006 - Matéria atualizada em 01/01/2006 às 00h00

France Presse FOLHA ONLINE O chanceler uruguaio, Reinaldo Gargano, acusou a Argentina de descumprir normas do Mercosul, devido aos bloqueios de uma ponte organizados por cidadãos argentinos em protesto contra um eventual dano ambiental causado por duas fábricas de papel que estão sendo construídas perto da cidade uruguaia de Fray Bentos. “Esses bloqueios impedem a passagem de caminhões e turistas, motivo pelo qual está sendo violado o artigo primeiro da norma do Mercosul, o qual determina que deve ser garantida a livre circulação aos setores produtivos”, explicou Gargano em declarações à Rádio Diez, de Buenos Aires. Protesto Vizinhos e entidades ambientalistas de Gualeguaychú, na Província de Entre Ríos (nordeste), bloquearam sexta-feira passada a passagem em uma ponte sobre o rio Uruguai, que une essa cidade argentina a Fray Bentos, e devem repetir os protestos. A ponte General San Martín é uma das principais vias de acesso de milhares de turistas argentinos às praias do Uruguai. “A solução está nas mãos das autoridades argentinas, porque o Uruguai não pode interferir no território argentino. Há normas que regem a nossa relação e devem ser respeitadas”, disse o chanceler uruguaio, acrescentando que o país dará prosseguimento à instalação das fabricas de celulose da finlandesa Botnia e da espanhola Ence, com um investimento global de US$ 1,8 bilhão. “Uruguai e Argentina formarão um grupo de alto nível para estudar as possíveis conseqüências do funcionamento das fábricas”, disse Gargano.

Mais matérias
desta edição