app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5732
Economia

Com�rcio promove queima de estoque

MARCOS RODRIGUES Repórter Os números reais sobre o volume de vendas no comércio durante o período de Natal ainda não estão consolidados. Mas já começou a fase de promoções de fim de estoque do comércio de Maceió. As liquidações estão sendo anunciadas

Por | Edição do dia 03/01/2006 - Matéria atualizada em 03/01/2006 às 00h00

MARCOS RODRIGUES Repórter Os números reais sobre o volume de vendas no comércio durante o período de Natal ainda não estão consolidados. Mas já começou a fase de promoções de fim de estoque do comércio de Maceió. As liquidações estão sendo anunciadas como uma maneira de eliminar os produtos comprados para o mês de dezembro. No dia 15, os dados sobre incrementos nas vendas serão divulgados. O que se espera é que as vendas de 2005 fiquem acima das registradas em 2004. O balanço das vendas será feito a partir dos levantamentos da Secretaria da Fazenda (Sefaz), a partir do volume de notas e da arrecadação fiscal. Segundo o professor de economia, Sílvio Costa, a última pesquisa realizada pelo Clube de Dirigentes Lojistas (CDL) apontava para um crescimento no consumo, em torno de 20%, em relação ao ano anterior. “O detalhe é que o 13º salário dos servidores municipais e estaduais serviu para pagar débitos e até para limpar o nome no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC). Com isso voltaram a ter crédito e naturalmente consumiram”, afirma o economista. Ele considera que os investimentos no Centro de Maceió também se tornaram um atrativo a mais para seduzir o consumidor. “A perda de renda da classe média pode ter sido compensada com existência de mais pessoas de baixa renda, que foram incluídas em programas sociais mantidos pelo governo federal”, pondera Costa. Carnaval Alheios a isso, vendedores têm uma nova expectativa de venda, que envolve o carnaval. Os novos produtos devem chegar às vitrines depois do dia 15. Mas, por conta, dos gastos com matrícula, material escolar e impostos, o desempenho pode não ser muito positivo.

Mais matérias
desta edição