app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5735
Economia

BC perde R$ 794 mi tentando conter queda do d�lar no Pa�s

| Ney Hayashi da Cruz Folhapress Brasília - O Banco Central teve um prejuízo de R$ 794 milhões nas primeiras duas semanas do ano com suas operações no mercado de derivativos, uma das armas usadas para tentar conter a queda do dólar. O valor foi pago aos

Por | Edição do dia 22/01/2006 - Matéria atualizada em 22/01/2006 às 00h00

| Ney Hayashi da Cruz Folhapress Brasília - O Banco Central teve um prejuízo de R$ 794 milhões nas primeiras duas semanas do ano com suas operações no mercado de derivativos, uma das armas usadas para tentar conter a queda do dólar. O valor foi pago aos bancos que fazem esse tipo de transação com a autoridade monetária. As perdas ocorreram por causa do efeito que a atuação do BC nas últimas semanas teve sobre a dívida pública: até o ano passado, parte dos títulos do governo em circulação no país era corrigida pelo dólar. Ou seja, quando o dólar subia, a dívida também subia. Variação Em 2005, porém, o BC começou a fazer as chamadas operações de “swap” cambial reverso. Nos contratos, fica estabelecido que os bancos envolvidos na transação devem pagar ao BC toda a variação registrada pelo dólar num determinado espaço de tempo. Em troca, o BC remunera os investidores com os juros que se acumularem nesse mesmo período. Ou seja, quando o dólar subir, o BC terá ganhos e vice-versa. O objetivo do BC era, justamente, forçar a alta da moeda dos Estados Unidos, já que a negociação de um contrato de “swap” cambial reverso tem efeito similar ao da compra de dólares no mercado futuro. Mas há também o efeito fiscal: cada vez que o BC faz uma aplicação em dólar, a parcela do endividamento do governo corrigida pelo câmbio se reduz. Números oficiais ainda não são conhecidos, mas estima-se que, no final de 2005, toda a dívida cambial assumida pelo governo no mercado interno já havia sido zerada por causa das operações de “swap” cambial.

Mais matérias
desta edição