app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5730
Economia

Ministro descarta padr�o americano

| PATRÍCIA ZIMMERMANN Folha Online Brasília - A escolha brasileira sobre o padrão da TV Digital deve ficar mesmo entre as tecnologias japonesa (ISDB) e européia (DVB), segundo avaliou ontem o ministro das Comunicações, Hélio Costa. “Eu diria, sem me co

Por | Edição do dia 01/02/2006 - Matéria atualizada em 01/02/2006 às 00h00

| PATRÍCIA ZIMMERMANN Folha Online Brasília - A escolha brasileira sobre o padrão da TV Digital deve ficar mesmo entre as tecnologias japonesa (ISDB) e européia (DVB), segundo avaliou ontem o ministro das Comunicações, Hélio Costa. “Eu diria, sem me comprometer, porque evidentemente não é o ministro quem decide, acho que refinando já se pode decidir entre o japonês e o europeu”, afirmou Costa ao descartar o padrão americano (ATSC) após quatro horas de audiência pública na comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara. Mesmo ao avaliar que os padrões europeu e japonês atenderiam melhor o modelo brasileiro de TV Digital, o ministro disse que recebeu nos últimos dias comunicado dos representantes do padrão norte-americano sobre a possibilidade de desenvolvimento de tecnologia para a transmissão com portabilidade e mobilidade a partir de julho, mas não demonstrou entusiasmo com a oferta. Durante toda a sua exposição na Câmara, ficou clara a preferência do ministro pelo padrão japonês. “Eu não faço defesa de nenhum padrão, faço a defesa do que está no decreto 4.901, e ele diz que a TV digital no Brasil deve atender a alguns requisitos: alta definição, interatividade, portabilidade e mobilidade dentro de um mesmo canal”, afirmou Costa. Ele explicou, no entanto, que apenas o padrão japonês teria condições técnicas para esse tipo de transmissão e interatividade no mesmo canal.

Mais matérias
desta edição