app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5730
Economia

Cr�dito cresce 74,1% em tr�s meses

| Adriele Marchesini Agência Brasil São Paulo - O mercado imobiliário continua aquecido. Prova disso é que o crédito imobiliário, que utiliza recursos das cadernetas de poupança, aumentou 74,1% no primeiro trimestre de 2006, tomando como base o mesmo pe

Por | Edição do dia 23/04/2006 - Matéria atualizada em 23/04/2006 às 00h00

| Adriele Marchesini Agência Brasil São Paulo - O mercado imobiliário continua aquecido. Prova disso é que o crédito imobiliário, que utiliza recursos das cadernetas de poupança, aumentou 74,1% no primeiro trimestre de 2006, tomando como base o mesmo período do ano passado. De acordo com a Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip), nesse período foi liberado R$ 1,574 bilhão, com financiamento de 20.289 unidades. Tomando por base um período maior, de 12 meses, foram financiadas 69.054 unidades, contra 54.527 dos 12 meses anteriores. O volume de recursos aplicados evoluiu, nos mesmos períodos, de R$ 3,35 bilhões para R$ 5,46 bilhões, com aumento de 63% no volume de recursos e 26,6% no número de unidades financiadas. ### FGTS usado para quitar parcelas | Adriele Marchesini Agência Estado O interessado pode utilizar o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) não só para dar a entrada no imóvel como também para quitar parcelas. Qualquer pessoa pode utilizar o recurso do FGTS, desde que já não tenha lançado mão do Fundo em outra ocasião. Além disso, ela não pode ter imóvel no mesmo município nem utilizar outro tipo de financiamento no País. Na Carteira Hipotecária, segundo estipula o Banco Central (BC), não há limite para juros, que são calculados de acordo com o mercado. Também não existe nenhuma restrição quanto ao valor do financiamento ou de avaliação do imóvel. Porém, se a pessoa quiser utilizar o recurso do FGTS para dar entrada, ela precisa respeitar o teto de R$ 245 mil do SFH. Nesse caso, contudo, o Fundo não pode ser utilizado como recurso para quitar prestações - esse tipo de pagamento extraordinário fica a cargo das reservas da caderneta de poupança, que também pode ser utilizada como entrada. ///

Mais matérias
desta edição