app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5647
Economia

Ibovespa cai 1,21% e fecha pregão a 131,2 mil pontos

.

Por LUÍS EDUARDO LEAL | Edição do dia 05/01/2024 - Matéria atualizada em 05/01/2024 às 04h00

Após o leve ganho de 0,10% proporcionado pela alta acima de 3% vista nas ações da Petrobras na quarta-feira (3), o Ibovespa voltou a registrar perda na casa de 1% nesta terceira sessão do ano, tendo iniciado 2024 em baixa de 1,11%, na terça-feira (2)

Ontem, cedeu 1,21%, aos 131.225,91 pontos, bem mais próximo à mínima (131 023,71) do que à máxima (132.885,11) da sessão, em que saiu de abertura aos 132.830,97 pontos. A pausa é natural neste começo de ano, considerando a forte progressão do Ibovespa em novembro e dezembro, que o colocou em níveis recordes no fim de 2023.

Nesta sexta-feira (5), vem o dado mais aguardado da semana, o relatório oficial sobre o mercado de trabalho nos Estados Unidos em dezembro, que ganha peso especial após a cautelosa ata da mais recente reunião de política monetária do Federal Reserve, divulgada ontem. Mesmo antes do documento, o mercado já devolvia parte do entusiasmo que se viu no mês passado, com a expectativa de que o BC americano poderia iniciar já em março o ciclo de corte da taxa de juros nos Estados Unidos.

Nesta véspera de payroll, sem sinal único no fechamento dos principais índices em Nova York (Dow Jones +0,03%, S&P 500 -0,34%, Nasdaq -0,56%), as ações de maior liquidez na B3 mostraram uniformidade, em baixa. Vale ON, papel de maior peso individual no Ibovespa, caiu hoje 1,34%, enquanto Petrobras ON e PN mostraram perdas, respectivamente, de 1,62% (na mínima do dia no fechamento) e 0,85%. Entre os grandes bancos, o ajuste variou entre -0,66% (Itaú PN) e -1,37% (Bradesco PN, no piso da sessão no encerramento).

Mais matérias
desta edição