app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5655
Economia

Vacinação contra peste suína supera meta em 13%

.

Por Mariane Rodrigues | Edição do dia 09/01/2024 - Matéria atualizada em 09/01/2024 às 04h00

Mais de 147 mil animais foram imunizados contra a peste suína clássica em Alagoas, na 5ª etapa da campanha de vacinação, realizada entre 30 de outubro até 31 de dezembro de 2023..

A quantidade é 13% mais alta do que a meta prevista para ser alcançada, que era de 130 mil suínos do rebanho alagoano.

Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (8) pela Secretaria de Estado da Agricultura e Pecuária (Seagri).

Em relação a outras etapas realizadas em Alagoas, que teve início em 2021, o aumento foi considerável, segundo o órgão estadual. Na primeira, etapa, por exemplo, foi registrada a vacinação de 119 mil (1ª etapa), 127 mil (2ª etapa), 116 mil (3ª etapa) e 138 mil animais (4ª etapa). Nesta 5ª etapa, foram 51.462 suínos vacinados na região leste, 58.924 no agreste e 36.654 no Sertão alagoano.

De acordo com a Seagri, Alagoas é um dos 11 estados da zona não livre da doença.

A estratégia atual do Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA) é de não realizar outra etapa de vacinação, já que as duas primeiras foram as balizadoras do tamanho do rebanho no Estado e as três últimas conseguiram atingir a meta da campanha, alcançando mais de 90% do rebanho vacinado.

“Batemos dois recordes de cobertura vacinal nas etapas realizadas em 2023, que foram a 4ª e a 5ª. Com essa última finalizada, agora nós podemos pleitear o status de Alagoas como zona livre da peste suína clássica, podendo futuramente chegar a não obrigatoriedade da vacinação. Isso fortalece a suinocultura alagoana, os produtores e toda a cadeia produtiva do estado”, conclui o presidente da Inspeção Agropecuária de Alagoas (Adeal), Otávio Tavares.

A PSC é uma doença viral altamente contagiosa e que afeta somente suínos domésticos e asselvajados, não sendo transmissível a humanos.

Mais matérias
desta edição