app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5655
Economia A maior disparidade de valores foi encontrada no apontador de lápis com depósito, que variou entre R$ 0,45 e R$ 32,50, segundo a pesquisa do órgão de defesa do consumidor de Maceió

Preço de material escolar tem variação de até 7.122% em Maceió

Realizada em seis estabelecimentos na última semana de 2023, pesquisa do Procon Maceió analisou preço de 37 itens escolares

Por Carlos Nealdo | Edição do dia 09/01/2024 - Matéria atualizada em 09/01/2024 às 04h00

O preço do material escolar comercializado nas papelarias da capital alagoana registra variação de até 7.122% para um mesmo produto, segundo levantamento divulgado nesta segunda-feira (8), pelo órgão de defesa do consumidor (Procon) de Maceió.

A pesquisa, realizada em seis estabelecimentos na última semana de 2023, analisou preço de 37 itens. A maior disparidade de valores foi encontrada no apontador de lápis com depósito, que variou entre R$ 0,45 e R$ 32,50.

O segundo item com a maior oscilação de preço é a borracha branca ponteira, que pode ser encontrada com valores que vão de R$ 0,15 a R$ 10,49 (uma variação de 6.893,33%. Em seguida aparecem o caderno de desenho grande - capa dura 96 folhas -, com preços que variam entre R$ 0,80 e R$ 29,95 (3.643,75%); borracha branca látex - com valores variando entre R$ 0,14 e R$ 3,95 (2.721,42%); e apontador de lápis sem depósito, que é vendido entre R$ 0,32 e R$ 8,50 (2.556,25%).

Na outra ponta, o produtos que apresentou a menor oscilações de preço é o caderno de capa flexível grande, vendido por valores que vão de R$ 7,29 a R$ 8,25 (variação de 13,16%). Em seguida aparecem o caderno capa dura de uma matéria - vendido entre R$ 7,49 e R$ 38,80 (418,02%); papel sulfite branco A4 com 100 folhas - preço de R$ 7,20 a R$ 49 (580,55%) e cola branca 40g, com preços que variam entre R$ 0,50 e R$ 3,70 (640%).

Na comparação com o ano passado, o preço do material escolar registrou um aumento de até 78,69% dependendo do produto. “Para economizar ainda mais e evitar gastos excessivos que possam afetar sua renda mensal, indicamos também a compra com outros pais, em grupo, sempre negociando descontos na loja escolhida”, recomenda a diretora do Procon Maceió, Cecília Wanderley.

“Vale a pena o consumidor verificar se já tem em casa material que pode continuar sendo utilizando, devendo pesquisar o preço dos demais antes de ir compras”, acrescentou.

A variação de preço na passagem de um ano para o outro é muito superior ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial do país. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o país deve fechar 2023 com uma inflação de 4,72%. O IPCA fechado do mês de dezembro e do ano 2023 será divulgado no dia 11 de janeiro.

lista vetada

O Procon Maceió lembra ainda que só podem ser solicitados os materiais de uso individual e não os que são de uso coletivo, cabendo ainda atentar às quantidades solicitadas. Nesse quesito, a escola não pode solicitar itens como papel higiênico, detergente, material de limpeza em geral, pincel atômico, giz branco ou colorido, fitas adesivas, entre outros.

Mais matérias
desta edição