app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5655
Economia

Desenvolvimento e turismo fazem holding escolher Maceió

Afirmação é do diretor da empresa vencedora da licitação para instalar primeira roda-gigante panorâmica do Nordeste

Por GRAZIELA FRANÇA | Edição do dia 20/01/2024 - Matéria atualizada em 20/01/2024 às 04h00

Maceió receberá em breve a primeira roda-gigante panorâmica do Nordeste, mais um equipamento turístico que ficará na Praça Multieventos, na orla da Praia de Pajuçara. O desenvolvimento alcançado nos últimos anos e os investimentos que fizeram a capital ser apontada como um dos principais destinos do país fizeram com que a Interparques Holding, vencedora da licitação, quisesse instalar o equipamento na cidade.

“Maceió hoje está despontando no Nordeste como o principal destino turístico. E a gente sabe que o turismo funciona de uma forma muito orgânica, ele se move para onde há mais desenvolvimento, atrações e infraestrutura. E o que está acontecendo aqui é o reflexo do local”, disse o diretor da empresa, Cícero Fiedler.

O equipamento será instalado levando em consideração três pilares: segurança, já que respeita as últimas normas, regulamentações e tecnologias; conforto, para proporcionar um passeio agradável ao visitante, com wi-fi, bluetooth, proteção solar, ar-condicionado e bebidas; e design, que traz beleza ao equipamento.

“O nosso objetivo é sempre que a roda-gigante se torne um marco, um símbolo do turismo, da arquitetura e do urbanismo local. A gente quer que a imagem da Praia de Pajuçara com a roda-gigante se torne sinônimo de Maceió”, completou o diretor da Interparques.

De acordo com o secretário de Ações Estratégicas Metropolitana e Integração (SEMAEMI), David Gomes, a iniciativa foi viabilizada por meio de uma parceria estratégica entre o setor público e a iniciativa privada.

“Além de seu impacto visual e turístico, a roda gigante visa gerar empregos diretos e indiretos, promover o turismo local e contribuir para o desenvolvimento da infraestrutura urbana. A expectativa é que a atração se torne um ícone não apenas do entretenimento, mas também do desenvolvimento econômico sustentável”, destacou.

O equipamento medirá cerca de 45 metros de altura e contará com 20 cabines. A estimativa do trade turístico é que a roda-gigante consiga atrair até 1.300 visitantes ao dia, movimentando aproximadamente R$ 2 milhões por mês na economia local.

A roda-gigante panorâmica de Maceió se une aos equipamentos existentes em São Paulo, Rio de Janeiro, Foz do Iguaçu e Balneário Camboriú.

Mais matérias
desta edição